Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


A minha mais que tudo

por O Paciente Impaciente, em 29.08.16

Neste sábado que passou o meu cunhado foi a um jantar da Empresa e a minha irmã decidiu ligar-me a perguntar se queria ir jantar fora, aceitei sem pensar duas vezes, combinámos então que às 20h me vinha buscar a casa, é claro que já estaria pronto às 19h30m e cheio de fome.
Passado algum tempo depois recebi uma SMS a dizer que viesse cá para fora porque ela vinha a chegar e saí o mais rápido que pude mas ainda tive que esperar cerca de dois minutos, entrei para o carro e arrancámos, ainda não sabíamos muito bem onde haveríamos de ir jantar, mas na minha cidade existe um Restaurante em que a comida é muito boa e só se gasta 12€ por pessoa, pelo caminho íamos conversando sobre trabalho e outras coisas, eu, como estou a precisar urgentemente de um Computador novo (visto que este já tem 6 anos e já começa a ficar lento), contei-lhe que o problema maior era o cabo da Internet e que uma das pontas está presa na ficha, o que torna ainda mais difícil querer mudar remodelar a divisão (estou aberto a sugestões).
Ela, sem tirar os olhos da estrada disse-me que quando chegasse a altura logo se veria, até tenho que juntar dinheiro para comprar o PC, uma ou duas mesas e uma cadeira, "está bem" disse eu, finalmente chegámos ao Restaurante, àquela hora estava quase vazio, sentámo-nos junto à janela e esperámos que uma das empregadas viesse ter connosco.
Apareceu uma rapariga ainda bastante nova, disse-nos boa noite e deu-nos a ementa e foi ver se as plantas precisavam de água (eh eh eh) a minha irmã escolheu chocos com batatas, eu perguntei-lhe se havia bitoque (é algo que adoro imenso) "sim tem", respondeu ela, logo de seguida perguntou-me se queria de porco ou de vaca, "tanto faz, eu quero é comer (risos)".
A rapariga apareceu de novo e perguntou se já tinhamos escolhido, a minha irmã contou-lhe o que queríamos e a rapariga perguntou se o bitoque era com carne de porco ou de vaca, eu respondi que podia ser de vaca, perguntou-nos ainda o que queríamos beber, uma garrafa de água e uma fanta de laranja, a empregada voltou a ir-se embora, ficámos a conversar sobre as novidades e sobre a vida de casada dela, nem acredito que já passaram dois meses desde o casamento, ela contou-me ainda que um dia também irei encontrar alguém que me complete, sei que o disse sinceramente, mas infelizmente não acredito em milagres, no Passado já houve pessoas que me prometeram que ficariam para sempre comigo e depois desapareceram, houve até quem me dissesse que eu teria sido uma enorme perda de tempo quando na verdade fui eu quem perdeu tempo.
Rapidamente começámos a jantar e a conversar, ela deu-me um bocado de choco porque sabe que também gosto, nesse momento tirou uma ou duas batatas no meu prato e ambos se rimos (acho que é assim que se diz).
Ela contou-me que estava feliz por ter encontrado alguém que gosta imenso dela e que a ajuda em casa, ele é boa pessoa, como trabalha em Informática tem-me dado algumas "luzes" sobre que componentes para PC comprar e ofereceu-se a montar alguma coisa se for necessário, contei-lhe que estava contente por ela, na verdade foi a primeira em muito tempo em que tivemos um momento só nosso, coisas de irmãos, ela conta-me os seus problemas e segredos e eu conto-lhe os meus porque sei que nenhum de nós ir contar a ninguém, enche-me o coração por saber que existe alguém que se preocupa comigo mesmo sabendo que tenho tendência para melgar as pessoas.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:54

Coisas estranhas

por O Paciente Impaciente, em 02.07.16

Ontem os sogros da minha irmã convidaram os meus pais para irem jantar a casa deles e pediram para que eu também fosse, ao início não queria ir porque não gosto de incomodar ninguém mas a minha irmã lá me convenceu e acabei por ir.
Quando nós chegámos só estavam eles os quatro, a minha irmã, o marido e os seus pais, até que foi agradável porque erámos só nós os sete, coisa que costumava de acontecer quando íamos lanchar a casa dela (minha irmã), a mãe dele informou que o jantar iriam ser carapaus, fiz cara feia porque não gosto praticamente nada que tenha a ver com peixe, a não ser bacalhau à brás e/ou com natas mas lá decidi comer (pois, que remédio), a meio do jantar já eu estava completamente farto daquilo e ainda só tinha comido meio carapau, foi nesse instante que a mãe do meu cunhado se lembrou que ainda tinha pedaços de frango assado com batatas fritas de pacote, é claro que fiquei "parvo" a olhar, a minha querida irmã perguntou-me logo se o queria comer, é claro que aceitei sem pensar duas vezes, aquela perna de frango não era muito grande, mas que me soube tão bem lá isso soube, já vos aconteceu algo do género?

 

?

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:25


Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D

subscrever feeds