Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Semana em grande

por O Paciente Impaciente, em 08.08.16

Na semana passada publiquei um texto sobre o meu fim-de-semana a ingerir "fast food" do LIdl, é algo que adoro imenso e que sabe sempre bem, mas no entanto também é algo que faz muito mal, este fim-de-semana também foi algo parecido, ora vamos cá ver, na Sexta-feira uns primos meus de França e Alemanha vieram cá jantar (eles são irmãos e cada um já tem a sua família).
O jantar foi frango assado de compra, penso que eram três, havia também chouriço e morcela que no qual adoro imenso, e ainda por cima é estaladiça, muito boa, havia ainda dois pacotes de Lays e arroz de feijão que a minha mãe decidiu fazer. 
Embora que tenha estado quase o tempo todo calado deu para rir um bocado com o marido da minha prima que se sentou ao meu lado esquerdo, eu metia batatas fritas no meu prato e ele tirava, mas não só, o jantar correu muito bem e toda a gente se divertiu, no sábado fomos almoçar sardinhas assadas a casa dos sogros da minha irmã mas havia um problema, eu não gosto muito de sardinhas, na verdade só gosto de bacalhau à brás ou com natas, se tiver grão ainda se come com algum custo, apesar de adorar imenso grão.
Como tal, eu gosto muito de ser diferente, senti-me especial, estava a comer outra coisa, o que tinha sobrado do frango no dia anterior, ninguém me disse nada, mas percebi logo que ninguém gostou de me vera comer outra coisa, talvez tenha sido impressão minha, o sogro da minha irmã só me perguntou se não gostava de sardinhas, o meu pai respondeu-lhe que comia, mas muito, muito mal, por isso era preferível não comer para não estragar, até porque elas são um pouco caras.
Fartei-me de comer arroz de feijão com frango, fartei-me de beber Compal de Pêssego, no fim ainda havia mousse de chocolate, melão, melância e uvas, o que acham que escolhi? Depois disso ainda bebi café que estava a ferver, apesar de estarmos no jardim, estávamos debaixo de chapéus de sol, ingerir coisas quentes com este calor todo não dá muito jeito, mas soube-me bem, logo de seguida fui-me sentar numa espreguiçadeira e estiquei as pernas, ofereceram-me água das pedras, confesso que não aprecio muito mas parece que ajuda a fazer a digestão e eu estava mesmo cheio, decidi aceitar, lá estava eu na espreguiçadeira à sombra com a garrafa na mão esquerda a olhar para o céu sem fazer rigorosamente nada, esqueci-me do trabalho, esqueci-me do computador, esqueci-me da Internet, apenas decidi apreciar o momento e soube-me bem, ontem os meus pais foram a um almoço anual dos amigos de angola do meu pai, eu não fui e a minha irmã também não, ela decidiu ir comprar um frango e vir almoçar aqui a casa, lá estava eu, a comer frango pela terceira vez seguida, depois almoçar fomos ao café do jardim, soube-me bem sair de casa,agora, como faço para perder os 15kg que ganhei em sete dias?

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:38

Cheira-me a Verão

por O Paciente Impaciente, em 21.07.16

Hoje levantei-me cedo e decidi ir aproveitar o Sol, decidi também ir a outro Café porque naquele onde costumo de ir trabalha lá uma rapariga há pouco tempo e sempre que me vê ignora-me e não me atende.
Quem me conhece sabe que detesto ser ignorado, pensando bem acho que ninguém gosta não é verdade? Entrei e sentei-me numa mesa e tirei a carteira do bolso dos calções, a Empregada, uma rapariga ligeiramente mais nova do que eu estava a atender duas pessoas ao mesmo tempo no balcão, esperei pacientemente a minha vez, alguns minutos depois ela olhou para mim e perguntou-me o que queria, "bom dia, é um café se faz favor" disse eu com um sorriso na cara, ela atendeu-me muito rapidamente e também com um sorriso na cara, paguei no acto da entrega (ou como se costuma de dizer, à Cobrança).
Demorei imenso tempo a beber o café porque estava a ferver e quase que queimei a língua (ninguém te manda ser guloso), comecei a olhar para montra e vi bolos e croissants com um excelente aspecto, mas depois pensei: "não sei se hei-de comer bolos, talvez coma um croissant de chocolate que é muito melhor", acabei de beber o café e voltei a tirar a carteira para fora para ver os meus trocos, por sorte tinha uma moeda de 2€ e fui ao balcão, a rapariga olhou para mim e perguntou-me o que queria, perguntei-lhe gentilmente o preço mas falou tão baixinho que tive sérias dificuldades em perceber, perguntei-lhe se podia repetir e ela voltou a falar baixinho, nada contra, é a sua maneira de ser e eu respeito isso, além disso gosto de raparigas sossegadas, mesmo se não forem também não tenho nada contra, adiante.
Voltei a não perceber e perguntei-lhe novamente o preço, não me disse nada mas notei na sua cara que já se estava a enervar (posso ter percebido mal), voltou a dizer e desta vez percebi porque me inclinei um pouco para a frente, 1€, perguntei-lhe se me podia dar um e muito rapidamente me deu o croissant num pequeno prato, voltei a sentar-me e fiquei alguns minutos a comer porque ainda não tinha comido nada de jeito, apenas um copo de Compal de Ameixa (sim, sei que não se deve beber café em jejum mas é sempre mais forte do que eu).
Quando acabei de comer levantei-me e arrumei a cadeira sem fazer barulho, despedi-me e vim cá para fora, ainda não eram 10h00m e para não ir logo para casa fui dar uma volta a pé pela cidade, os dias têm estado quentes e seria um crime não aproveitar, e não é que cheguei a casa mais animado por ter saído? Pois é, tenho que começar a fazê-lo mais vezes mesmo que seja sozinho.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:07


Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D